Destinos Internacionais

Parque Nacional Los Glaciares


Declarado Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, em 1981, o Parque Nacional Los Glaciares é marcado por sua imponente beleza natural, desenhada por montanhas, lagos, bosques, além de muito gelo e neve. Com 600 mil hectares, situa-se na Patagônia Argentina, na Província de Santa Cruz, fronteira com o Chile.

Seu nome se deve à enorme quantidade de glaciares, considerado o maior manto de gelo de mundo depois da Antártida, ocupando quase metade do parque. Criado em 1937, possui 47 grandes glaciares e mais de 200 outros de menor tamanho, originados no chamado Campo de Gelo Patagônico. O mais famoso deles é o Glaciar Perito Moreno, que devido ao seu contínuo movimento produz um fenômeno cíclico que gera desmoronamentos espetaculares de seu gelo. No local existem várias passarelas que funcionam como mirantes do glaciar. A localidade mais próxima dele é El Calafate, cidade que dá acesso a uma série de atividades e infra-estrutura para conhecer o parque.

Além de conhecer o Perito Moreno por barco, é possível também realizar uma caminhada curta sobre o glaciar. A caminhada se inicia em um bosque onde é necessário o uso de crampons para seguir. A travessia dura cerca de duas horas entre imensas agulhas de gelo, torres, gretas de cor turquesa e pequenos lagos, e seu grau de dificuldade é baixo. É necessário, porém, o acompanhamento de um guia.

Para os amantes de caminhadas e escaladas, a grande atração do parque encontra-se no outro extremo, onde se localizam os picos mais altos. Os mais famosos são o Fitz Roy, com 3.405 metros, e o Cerro Torre, com 3.102 m. Escaladores mais renomados de todo o mundo se sentem desafiados por estas duas belíssimas montanhas, cujo acesso ao cume só é feito por meio de escalada de grande dificuldade, que mistura rocha e gelo. Pouquíssimos brasileiros conseguiram até hoje atingir estes cumes. No entanto, é possível realizar alguns roteiros de trekking e apreciar estas belíssimas montanhas. A cidade que dá acesso a esta parte do Los Glaciares é El Chaltén. Além de disposição para caminhar, é preciso também um pouco de sorte com o clima do local, para poder avistar o Fitz Roy e o Cerro Torre. Uma das grandes dificuldades para os escaladores que resolvem subir estas montanhas é justamente o mau tempo, que predomina na maior parte do ano. É necessário, muitas vezes, esperar por janelas de bom tempo.

O parque conta com boa infra-estrutura para os visitantes, com locais específicos para acampamento, e mais cafeterias e restaurantes. Além de caminhar, é possível fazer passeios de barco pelos glaciares. Além disso, nas águas do Lago Roca, a 51 km de El Calafate, e nas correntezas do Rio das Voltas, próximo a El Chaltén, há alternativas de realizar pesca esportiva.

Outra possibilidade que a região oferece é a realização de cavalgadas, entre as belíssimas paisagens patagônicas. O acesso ao parque é feitos por três principais pontos: El Calafate, El Chaltén, pelo Glaciar Perito Moreno e pelos Grandes Glaciares.

Por avião, pode-se chegar até Buenos Aires, e de lá é possível seguir até o aeroporto de El Calafate e depois continuar para os outros pontos por automóvel ou ônibus. Outra alternativa é chegar de avião até Rio Gallegos (via Buenos Aires), capital da província de Santa Cruz, e de lá seguir por meio rodoviário. Pode-se também pegar um ônibus em Buenos Aires até Rio Gallegos e de lá pegar linhas regulares para El Calafate.

Los Glaciares com Trilhas & Rumos

Neste roteiro é possível realizar tanto caminhadas curtas, quanto longas. E para cada uma delas a Trilhas & Rumos dispõe de equipamentos adequados. Para as caminhadas longas ou travessias recomendamos os equipamentos mais técnicos e confortáveis, para que você possa aproveitá-la melhor.

Nestes casos, uma boa opção é a mochila cargueiras CramponTech 77 Tech, principalmente para quem precisa de mais espaço. Além de muito confortável, oferece acolchoamento reforçado tanto nas costas quanto na barrigueira, regulagens nas alças e acesso pelo fundo. Lembramos também que será necessáriosaco de dormir, isolante térmico, cantil, anorak e um calçado adequado, já devidamente amaciado, devendo ser usado por pelo menos um mês antes da viagem, para que se adapte ao contorno dos pés, prevenindo diversos problemas durante a caminhada.

Para os que vão acampar nos parques, recomendamos a Barraca Cota 2, pois possui uma boa relação peso x benefícios. Feita em modelo iglu, oferece grande estabilidade quanto submetida a ventos fortes. O saco de dormir é outro item fundamental neste roteiro. O que agüenta temperaturas mais baixas, em nossos modelos, é o Super Pluma Gelo, que tem resistência para até 15º C e pesa 1,7 kg.

Por ser regiões frias e de grandes altitudes, é importante ter em mãos um vestuário que suporte baixas temperaturas, como o Abrigo Thermotex. Feito em tecido tipo Polar, possui alto índice de isolamento térmico e pode ser usado sozinho ou por baixo de nossos abrigos impermeáveis (como o Abrigo Parkha, oAbrigo Anorak Storm ou o Abrigo de Tempo Anorak Selado). Possui uma versão especial para mulheres ou pessoas mais magras, o Thermotex Gazelle.



Endereço: Rua Fernando Luz Filho, 112 - Teresópolis/RJ - CEP: 25954-195 (Não temos loja de fábrica) - CNPJ: 28.242.576/0001-84
Contato para atendimento: [email protected]
2020 © Trilhas & Rumos - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Otmiza Agência Digital