Dicas de Uso

Tipos de enchimento



Garantir um bom sono é fundamental especialmente durante atividades mais desgastantes na montanha. Por isso, analise bem que tipo de saco de dormir você precisa para não realizar uma compra equivocada. Sentir frio ou calor e suar muito durante a noite a ponto de não conseguir dormir bem não significa, necessariamente, que você comprou um saco de dormir de má qualidade. Pode demonstrar apenas que o saco de dormir que está usando não é o mais apropriado para sua situação ou local em que você está.

Um dos aspectos que determina a capacidade de suportar frio de um saco de dormir é o tipo de enchimento que ele utiliza. Se informe sobre qual é a temperatura média do local aonde irá acampar, e qual é a época do ano, e procure levar um saco que suporte pelo menos mais cinco graus que a temperatura do lugar. Hoje, o mercado oferece várias alternativas de enchimentos. Confira a seguir.

Fibras naturais:

Pena de ganso – Muito utilizado em temperaturas mais baixas, os sacos de dormir com enchimento de pena de ganso são muito confortáveis e mais compressíveis que os sintéticos. Isso pode ser uma grande vantagem para quem precisa carregar o saco dentro da própria mochila. Apesar de serem mais caros que os sintéticos, eles duram cerca de quatro vezes mais que os primeiros.Tem uma melhor relação entre a capacidade de manter calor e o peso, sendo por isso recomendável para locais muito gelados, com neve, por exemplo. No entanto, para locais mais quentes ele não é apropriado. Além disso, seu isolamento térmico e capacidade de manter calor se inutilizam quando o saco é molhado. Sem contar que leva um tempo longo para secar. Considerando que mesmo nos locais mais secos o corpo sempre produz alguma umidade, é importante deixar o saco para arejar e secar antes de guardá-lo na mochila. Mas cuidado com o excesso de sol. Procure um lugar à sombra.

Fibras sintéticas:

Fibra sólida – São geralmente feitos de poliéster ou náilon. Assim como os de fibras naturais, os sacos de fibra sólida não permitem a saída e entrada de ar, por isso retém muito calor. A diferença é que eles não retêm água e por isso mesmo conseguem manter o calor ainda que molhados. Eles também secam rapidamente. São geralmente sacos de custo mais baixo, mas seu peso é relativamente grande se comparados aos de fibra oca ou ao de pena de ganso. São aconselháveis apenas para quem vai acampar de carro, e não precisa carregar o saco na mochila.

Pluma – É o material que permite maior aquecimento. É também o mais compressível, podendo reduzir-se a um pequeno volume. Além disso, rapidamente readquire sua maciez, e sua capacidade de aquecer, quando estendido. Estas qualidades fazem da pluma um excelente isolante para usar em climas frios. No entanto, a pluma perde todas as suas qualidades de isolamento quando molhada e é impossível secá-la nas montanhas, tornando-a uma péssima opção de isolante em climas úmidos. É comum misturar pluma com penas do ganso para não elevar muito o custo final do produto. Quanto maior a proporção de pluma, maior a qualidade do isolamento.

Fibras ocas – O desenvolvimento tecnológico permitiu a criação de materiais que tornaram os sacos de dormir cada vez mais leves, quentes e resistentes. As fibras ocas são a última evolução em fibras. O sistema integrado de micro filamentos permite uma maior circulação do ar quente, favorecendo a retenção e o isolamento das camadas de ar. Existem fibras ocas de um, quatro ou sete furos e quanto maior o número maior será sua capacidade de aquecer. São fibras muito mais finas que um fio de cabelo, que criam um emaranhado de fios capazes de serem comprimidos e voltarem ao normal. Essas mesmas fibras criam bolsões de ar que as tornam muito eficientes. Dependendo do fabricante, variam em dimensão (curtas ou longas), formato, tamanho dos buracos dentro das fibras, densidade, peso e espessura.

Os sacos de dormir mais modernos da Trilhas & Rumos utilizam uma fibra oca revolucionária chamada Microtech, feita de micro filamentos de apenas 0.7 denier (Denier é uma medida de espessura de fios. Um fio de cabelo tem 20 denier. Quanto maior o número, mais grosso é o fio.), que consegue reter mais ar, semelhante ao obtido com as plumas e penas de ganso. Ela aquece mesmo molhada, não retém tanta água, o que a deixa secar mais rápido que as outras fibras, e tem um bom isolamento térmico com menos volume, resultando em um saco de dormir bem mais compacto para o transporte. Um exemplo é o Micro-Pluma, saco de dormir ideal para o clima das montanhas brasileiras ou, ainda, viagens ao exterior em altitudes baixas.

Vale a pena lembrar que existem outros fatores podem influenciar na capacidade de aquecimento dos sacos de dormir. Por exemplo, a forma como é costurado o saco. O saco Micro-Pluma, da Trilhas & Rumos, utiliza o sistema loose-shell, nome em inglês que significa que o saco não tem costuras na frente e atrás, evitando assim perda de calor pelos micro-furos feitos pelas agulhas de costura. O enchimento do saco é colocado revestido por uma camada de fino tecido isolante, respirável, preso apenas nas laterais.



Endereço: Rua Fernando Luz Filho, 112 - Teresópolis/RJ - CEP: 25954-195 (Não temos loja de fábrica) - CNPJ: 28.242.576/0001-84
Contato para atendimento: [email protected]
2019 © Trilhas & Rumos - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Otmiza Agência Digital