Barraca

Porque escolher nossas barracas



Alguns pontos tornam as barracas Trilhas e Rumos um produto mais resistente e indicado para o clima no Brasil:
1 – Impermeabilização para climas tropicais (2000mm)
2 – Proteção extra contra raios ultravioleta (UV 50+)
3 – Costuras seladas com fita aplicada por alta frequencia
4 – Armações revestidas e com extremidades metálicas

barraca_camuflada

Impermeabilização:
Um ítem muito importante num País como o nosso, onde ocorrem fortes pancadas de chuva nos meses de verão. Uma barraca comum, do tipo mais econômico vendida em supermercados, tem uma impermeabilização de 400 a 600mm de coluna dágua (veja uma explicação mais técnica sobre isso abaixo). Nossas barracas têm uma impermeabilização mínima de 2000mm, sendo que em vários pontos poderá chegar a 3000mm. Isso as torna resistentes a temporais de maior duração , ou a chuvas finas e contínuas por vários dias. Um ponto importante é não confundir a condensação do próprio corpo, que se forma nas paredes internas do sobreteto, com infiltração de água. Nosso corpo durante a noite libera o equivalente a cerca de um copo de água pelo corpo ou respiração. Se a barraca não estiver bem ventilada essa umidade liberada pelo corpo se condensa no sobreteto e pode pingar para dentro. Isso ocorre em especial em dias mais frios, quando a diferença de temperatura entre o exterior e o interior da barraca fica maior.

O que é coluna d´agua? A norma adotada para se medir a impermeabilidade de um tecido é pelo peso de água que esse tecido suporta antes de começar a deixar que a água passe por ele. O sistema tradicional é usar um tubo de diâmetro padrão onde se prende o tecido a ser testado em uma das extremidades. Em seguida esse tubo é colocado na vertical e se despeja água até o momento em que apareçam 3 gotas passando pelo tecido. Nesse momento se interrompe o teste e a medição da altura de água que ficou no tubo (coluna dágua) representa o grau de impermeabilidade do tecido. Quando a barraca perde a impermeabilização? Quando for exposta a mais de 200 horas ao Sol se inicia a degradação química do tratamento impermeabilizante e os próprios fios do tecido já perdem resistencia. Um modo prático de se constatar isso é pela comparação entre a cor interna e a externa do tecido. Ao se notar algum desbotamento pode-se concluir que a resistencia à água e a do próprio tecido já foram afetadas pelos raios UV do Sol. Se o tecido ainda não tiver perdido sua resistencia é possível reimpermeabilizar os sobretetos em lojas especializadas ou com o uso de sprays próprios.

Proteção contra raios UV:
Outro ponto importante numa barraca para uso em climas tropicais é a grande intensidade dos raios UV próximos à linha do Equador e o fato dos dias serem longos e ensolarados no verão. Como dito acima, os raios Ultravioleta afetam duramente o sobreteto de barracas, que devem ser considerados como abrigos temporários, nunca deixadas montadas por longo tempo desnecessáriamente (se isso for inevitável, mantenha-a coberta por um plástico preto ou lona durante o tempo em que não a usar). Para prolongar a vida de nossas Barracas, aplicamos um produto químico nos sobretetos que prolonga a sua vida útil em várias horas adicionais. Como aumentar a proteção UV? Através da aplicação de uma solução à base de dióxido de titânio é possível impedir que boa parte dos raios Ultravioleta afetem o tecido dos sobretetos. No caso de nossas Barracas o índice 50+ significa que apenas 1 em cada 50 unidades de UV vão passar pelo tecido.

Costuras seladas:
Ao se costurar o sobreteto as agulhas usadas deixam micro-furos por onde a água pode se infiltrar. Para impedir isso optamos pela aplicação de uma fita transparente aplicada pelo lado interno do sobreteto em TODAS as nossas Barracas. Essa aplicação é feita aplicando-se pressão e calor gerado por ondas de alta frequencia, o que resulta na melhor aderencia disponível hoje para esse tipo de procedimento. Outro processo possível, mas de menor durabilidade, é a aplicação de uma solução selante pelo lado externo. Temos esse produto em nossa linha (ref. 9695 da Coghlan´s) para reselagem de partes afetadas pelo uso, ou para aplicação em Barracas de outras marcas, que não possuam esse tratamento.

Armações revestidas:
As armações de nossas Barracas (em fibra ôca) possuem um revestimento externo em PVC para impedir que , no caso de quebra acidental, as farpas possam ferir o usuário ou danificar o tecido. Além disso, para reforçar mecanicamente as varetas da armação, alguns modelos possuem as extremidades com reforços metálicos, que aumentam a resistencia a trincas em caso de uso intenso, sob ventos fortes ou esforços acidentais. Nossos modelos com armação em duroaluminio dispensam esses reforços.



Endereço: Rua Fernando Luz Filho, 112 - Teresópolis/RJ - CEP: 25954-195 (Não temos loja de fábrica) - CNPJ: 28.242.576/0001-84
Contato para atendimento: [email protected]
2019 © Trilhas & Rumos - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Otmiza Agência Digital